Além de vereador, secretários e servidora de Sidrolândia são alvos na Tromper

By Apr 3, 2024

Além do vereador de Campo Grande Claudinho Serra (PSDB), e do empresário Ueverton da Silva Macedo, 34 anos, também foram presos durante Operação Tromper, o chefe de licitação da Prefeitura de Sidrolândia, Marcus Vinícius e a servidora Ana Paula Flores. Além disso, foram cumpridos mandados de busca e apreensão na casa do secretário de educação do município, Rafael Soares Rodrigues e do secretário adjunto de assistência social, Paulo Vitor Famea. A investigação é comandada pelo Gecoc (Grupo Especial de Combate à Corrupção) e Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), contra os alvos havia mandado de prisão preventiva em aberto. Os envolvidos foram capturados por policias do Batalhão de Choque e Bope, nas primeiras horas desta quarta-feira (3), em Sidrolândia. A investigação apura corrupção na prefeitura do município. O Campo Grande News conversou com advogado Davi Olindo, defesa da servidora Ana Paula Flores e ele disse que ainda vai acessar o processo, mas que vai tentar que a cliente responda o processo em liberdade. “Eu vou lutar para ver se a justiça a coloque com tornozeleira. Quando eles fazem essas operações eles estão municiados. Não tenho informação de se alguma coisa foi apreendida, mas seguramente quando prende levam celular, prende o computador, prende essas coisas”, explicou. Prisão do vereador –  Claudinho Serra foi preso na casa onde mora no residencial Damha, em Campo Grande. O parlamentar é investigado por corrupção na Prefeitura de Sidrolândia, cidade onde atuou como secretário Municipal de Fazenda, Tributação e Gestão Estratégica até maio de 2023, quando então assumiu como vereador na Capital. Além disso, ele é genro da prefeita Vanda Camilo (PP). A reportagem ligou para a gestora, que informou não ter conhecimento de qualquer operação na cidade. Claudinho assumiu, inicialmente, uma das cadeiras da Câmara Municipal de Campo Grande no dia 23 de maio do ano passado. Ele era suplente do parlamentar professor João Rocha (PP), que se licenciou do cargo de vereador para assumir a secretaria de Governo da Prefeitura da Capital. Com a volta de Rocha para Câmara, Rocha assumiu em março deste ano a vaga de Ademir Santana, que saiu para atuar na campanha eleitoral da legenda. Esta é a 3ª fase da Operação Tromper, que cumpre 8 mandados de prisão e 28 de busca e apreensão, e já averiguou irregularidades em contratos que somam R$ 15 milhões. “(…) ratificou a efetiva existência de uma organização criminosa voltada a fraudes em licitações e contratos administrativos com a Prefeitura Municipal de Sidrolândia, bem como o pagamento de propina a agentes públicos municipais”, diz trecho de nota do MPMS. Também foi identificada nova ramificação da organização criminosa, atuante no ramo de engenharia e pavimentação asfáltica. Os contratos já identificados e objetos da investigação alcançam o montante aproximado de R$ 15 milhões. Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais .

By

Related Post

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *